Movimentos sensibilizam para protesto contra exploração de petróleo

Várias Associações que se opõem à exploração de petróleo na Costa Alentejana vão realizar, a 4 de Agosto, na Praia da Cova do Vapor, na Trafaria (Almada), uma acção de protesto. Os participantes vão usar o corpo “para criar uma imagem aérea que será divulgada em todo o mundo” a alertar para as consequências da exploração de petróleo e gás.

Fátima Teixeira, da Associação “Tamera”, afirma que “este furo não pode acontecer de modo algum” pois “traz graves problemas económicos, sociais e ambientais às comunidades que moram na Costa Vicentina”.

“É uma Costa muito bem preservada e não faz qualquer sentido autorizar a realização de um furo de petróleo neste território”, adianta.

 

A Associação está, hoje, sábado, na FACECO – Feira das Atividades Culturais e Económicas do Concelho de Odemira, a sensibilizar para esta iniciativa que tem como mote “Parar o Furo”.