Odemira atribui 33 mil euros às escolas para aquisição de EPI’s

O Município de Odemira vai atribuir um apoio financeiro aos Agrupamentos de Escolas e Escolas não Agrupadas do concelho, bem como às Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPPS) com valências na área da educação.

A autarquia pretende com a atribuição deste apoio, que “as entidades possam fazer face às despesas inerentes à aquisição de equipamento de proteção individual (EPI’s) para os seus alunos e trabalhadores,” bem como “de material de desinfeção, como medida para mitigar a propagação da doença Covid-19”.

O comunicado do município explica que “esta iniciativa representa um apoio financeiro no valor total de 33 mil e 320 euros, distribuído conforme o número de crianças/alunos pelos Agrupamentos de Escolas de Colos, Sabóia, Odemira, S. Teotónio e Vila Nova de Milfontes, Instituto Nossa Senhora de Fátima (Colégio Nossa Senhora da Graça), Jardim de Infância Nossa Senhora da Piedade, Associação de Solidariedade Social de Vila Nova de Milfontes (Lápis de Cor) e Sociedade Recreativa S. Teotoniense (Os Calculinhos)”.

“Uma vez que algumas destas Instituições Particulares de Solidariedade Social são fornecedores de refeições às crianças e aos alunos da educação pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico nas escolas e jardins-de-infância que estão na esfera de competência do Município de Odemira no que se refere à ação social escolar” a autarquia atribui, igualmente, “um apoio financeiro ao Instituto Nossa Senhora de Fátima, ao Jardim de Infância Nossa Senhora da Piedade e à Sociedade Recreativa S. Teotoniense – Os Calculinhos, para ajudar a custear as despesas relativas aos equipamentos de proteção individual dos trabalhadores que fazem este serviço nas Escolas e no apoio às crianças durante o período de hora do almoço”.

Esta medida de apoio financeiro foi aprovada por unanimidade na reunião da Câmara Municipal realizada no dia 15 de outubro de 2020.