Politécnico de Beja cria perfume para “seduzir” alunos

Os Serviços de Planeamento, Marketing e Comunicação do Instituto Politécnico de Beja (IPBeja) decidiram criar um perfume que vai identificar o Instituto e ser utilizado em espaços abertos, feiras e exposições em que aquele estabelecimento de ensino participa.

O Politécnico quer assim “captar a atenção dos potenciais e actuais alunos, familiares e empresas (futuros empregadores) e, ao mesmo tempo, criar uma sensação de bem-estar que impulsione o contacto com o IPBeja”.

Para a sua criação foi escolhida a Nortempresa Perfume Lab, apresentada como “a primeira fábrica em Portugal com total especialização na produção de perfumes com a mais alta tecnologia existente no mercado”.

O IPBeja frisa que “ousou ser a primeira instituição de ensino superior a criar um aroma que o diferencia”.

Ana Paula Figueira, Pró-Presidente para o Planeamento, Marketing e Comunicação do Instituto Politécnico de Beja, afirma que o IPBeja pretende criar uma “identidade olfactiva” através deste investimento “inovador”.

Os elementos que compõem o perfume pretendem “reflectir” e “traduzir” a região. Ana Paula Figueira frisa que o perfume, unissexo, “tem uma fragrância fresca e sofisticada”.