PS e PSD contra ampliação do Hospital de Beja

O PS votou contra a proposta do PCP para a ampliação do Hospital José Joaquim Fernandes, em Beja. O PSD absteve-se.

Em causa esta a proposta apresentada pelos comunistas para “remodelação do Hospital, com o objetivo de uma vez por todas se concretizar aquilo que é um projeto estruturante para a saúde do distrito”, explica João Dias, deputado do PCP eleito por Beja.

O projeto com um valor estimado “na ordem dos 30 milhões de euros” propõe a construção de um “edifício com uma capacidade superior” à existente (…) que poderá atrair profissionais de saúde” e prestar “cuidados de saúde de qualidade”.

Segundo o deputado, a proposta apresentada pelo PCP prevê apoios através de fundos comunitários, onde “apenas sairão dos fundos nacionais 4 milhões de euros”.

João Dias diz não “compreender” a decisão do PS e PSD e acusa os partidos de “unirem todos os seus esforços para que os projetos não fossem aprovados”.

Apesar do voto contra do PS, o deputado Pedro do Carmo garante que a obra está prevista. Em seu entender, “agora é fácil os partidos da oposição lançarem uma chuva de propostas na discussão da especialidade”.

Pedro do Carmo afirma, ainda, que “a proposta podia ter entrado na negociação para a aprovação do OE, o que acabou por não acontecer”.

Gonçalo Valente, presidente da distrital de Beja do PSD não quis, para já, pronunciar-se sobre o assunto.