Serpa: Comissão de Utentes disponível para “continuar a lutar”

Os utentes dão como exemplo a transferência do Hospital de Serpa para a Misericórdia, o encerramento do Serviço de Finanças, o fecho temporário do Posto da GNR e o desinvestimento na rede de transportes públicos.

A Comissão “solidariza-se com a população e manifesta-se totalmente disponível para continuar a lutar em conjunto com as populações e outras entidades, assim como com as autarquias locais, para encontrar melhores soluções que vão contra o encerramento e desmantelamento dos serviços públicos essenciais ao concelho de Serpa”.