14°C
Fog

Cuba diminui consumo energético da iluminação de Natal

Cuba diminui consumo energético da iluminação de Natal

A Câmara Municipal de Cuba vai reduzir o consumo energético das iluminações de Natal no concelho.

Esta decisão está em linha com o Plano de Poupança de Energia 2022-2023, publicado em setembro numa resolução do Conselho de Ministros.

Os equipamentos que vão ser instalados sofrem uma redução de mais de 60%, assim como o respetivo período de funcionamento.

O Município de Cuba refere que, “como forma de poupança energética, será utilizada apenas metade dos equipamentos destinados à iluminação de Natal no concelho, e o período de funcionamento da iluminação também será reduzido, sendo que esta será ligada uma semana mais tarde do que é habitual.”

PUB

PUB

PUB

Facebook
WhatsApp
Twitter
LinkedIn

Farmácia de serviço hoje na cidade de Beja

Publicidade

Mais Lidas

1
Ourique
Incêndio fatal em Ourique: homem perde a vida aos 62 Anos
2
Ressonância
Hospital de Beja: A espera terminou, Ressonância Magnética chegou
Devemos acarinhar os eleitores do Chega? Não! Não podemos
4
Bombeiros
Polémica nos Bombeiros de Beja: Lista rejeitada responde a comunicado da direção 
5
Odemira
Alunas de Odemira brilham em competição de ciência em Itália
6
25 de Abril
50 anos de Abril: Catarina Eufémia, um símbolo da luta antifascista
7
agricultores
Agricultores que cortaram estrada em Serpa identificados pelas autoridades
8
roubos em Beja
Semana com ameaças, agressões e roubos em Beja

Recomendado para si

18/04/2024
Deputado do PSD por Beja garante que será “voz” dos agricultores na AR
imigrantes
18/04/2024
Sindicato exige “mais respostas” do Estado na proteção dos imigrantes
Ovibeja
18/04/2024
História dos 40 anos da Ovibeja contada através de duas exposições
18/04/2024
CIMBAL e ASSESTA revelam vencedores de Prémio Literário
18/04/2024
Moura comemora Dia do Combatente
Odemira
18/04/2024
OP de Odemira está a receber propostas
17/04/2024
GNR detém dois indivíduos na posse de armas proibidas
17/04/2024
OP de Castro Verde aumenta para 80 mil euros