Seca meteorológica terminou em dezembro em Portugal continental

Nenhuma região de Portugal continental estava, no final de dezembro, em situação de seca meteorológica, o que já não se verificava desde novembro de 2018, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Os dados do último boletim climatológico disponíveis no ‘site’ do IPMA indicam que terminou a situação de seca fraca que no final de novembro abrangia a região do Minho e Douro Litoral.

No final de dezembro, 50,4% do território estava em situação de chuva fraca, 49,1% normal e 0,5% em chuva moderada.

Segundo o relatório anterior, no final de novembro, 62,3% do território estava em situação de chuva fraca, 33,6% em normal e 4,1% em seca fraca.

O instituto classifica em nove classes o índice meteorológico de seca, que varia entre “chuva extrema” e “seca extrema”.

O IPMA destaca também os valores médios da temperatura média do ar que foram superiores ao normal nos períodos de 10 a 14 e 21 a 23, sendo de realçar os valores da mínima nos dias 10 a 13, com desvios em relação à normal mensal superiores a 5,0 graus.

Segundo o boletim, “durante o mês é de salientar o período de 09 a 20 de dezembro com a ocorrência de valores elevados de precipitação acumulada em 24 horas em quase todo o território”.

No final do mês de dezembro, verificou-se um aumento generalizado no território dos valores de percentagem de água no solo com grande parte das regiões Norte e Centro com valores muito próximos ou mesmo iguais à capacidade de campo.

Os menores valores de percentagem de água no solo (< 60%) verificaram-se na região do Baixo Alentejo.

Rádio Pax/ Lusa