Venda de carne de borrego faz-se com “normalidade” neste período de Páscoa

As vendas de borregos, no Campo Branco, nesta Páscoa, estão a decorrer com “normalidade” assegura António Lopes, presidente do Agrupamento de Produtores Pecuários do Campo Branco, com sede em Castro Verde.

De acordo com este responsável, a comercialização em períodos festivos como a Páscoa ou o Natal, não tem a importância que teve no passado, pois, o borrego é vendido, todo o ano, sobretudo para o estrangeiro.

Ainda assim, as vendas para o mercado interno aumentam ligeiramente nesta altura, explica António Lopes.

Os preços variam em função do peso dos animais. Um borrego de 30 quilos pode chegar aos 110 euros.

O valor até seria “bom” se os fatores de produção não tivessem aumentado. Sem pastagens devido à seca, os animais são alimentados com rações, cujo preço aumenta todas as semanas, adianta António Lopes.