Opinião: João Português

HOJE, DE NOVO E SEMPRE A UNIÃO É FUNDAMENTAL!

O início do ano de 2021 é um início de ano diferente, singular e único que apresenta duas realidades bem complexas e distintas: Por um lado as dificuldades de lidar com uma pandemia, com um inimigo invisível que vai atingindo cada vez mais pessoas e ceifando vidas, por outro lado, e a nível local, os orçamentos municipais traduzem uma forte aposta na concretização de investimentos e obras estruturantes para os concelhos.

Em Cuba foi aprovado o maior orçamento de sempre da história da autarquia, com 20 empreitadas a decorrer em simultâneo, uma aposta necessária na modernização do concelho e na recuperação da vitalidade da economia local e de apoio aos trabalhadores, às empresas, e às famílias, essencial para ultrapassar os impactos mais negativos que esta pandemia tem trazido.

Um pouco por todo o país, os autarcas readaptam práticas, criam novas respostas, e novos serviços de proximidade dos cidadãos. Para muitos, como o concelho de Cuba,  os gastos subiram, ao mesmo tempo que as receitas caíram.

No entanto, as autarquias fortaleceram as suas respostas e complementaram medidas do Estado e nalguns casos foram bem mais arrojadas que o governo no combate à pandemia. Algumas apoiaram a criação de centros de rastreio ou hospitais de campanha. Outras reforçaram a limpeza das ruas e higienização dos espaços públicos, compraram material de protecção e inclusive aparelhos para os Centros de Saúde e Hospitais;  passaram a intervir a 100% em áreas que não são da sua competência, como a Educação, a Saúde, Ação Social por ausencia de resposta do estado central.

Com o inicio do processo de vacinação, iniciamos também um capítulo de esperança, a batalha não está ganha, não podemos vacilar, nem deixar de continuar a nos proteger e a tomar as medidas necessárias para a protecção de todos.  

Estamos conscientes da enorme tarefa que temos em mãos. Sabemos o quanto se espera dos que governam nesta fase de incerteza. Confiança é, aqui, palavra chave. Importa manter a confiança. Nas autoridades, nos parceiros institucionais  e em nós próprios. A confiança de que juntos seremos capazes de travar e vencer esta batalha. Hoje, de novo e sempre a união é fundamental. Este tem que ser um momento em que verdadeiramente todos cuidamos de todos!

João Português

Presidente da Câmara Municipal de Cuba