João Português: Seca : um drama nos últimos 20 anos !

O país vive a maior seca desde o ano de 2005 e prevê-se que a situação se agrave nos próximos tempos, aliás, dos últimos 10 anos apenas em 2014 o país não esteve em situação de seca, o que, associando às previsões dos cientistas quanto aos efeitos das alterações climáticas, não seria difícil de antecipar os seus efeitos nas populações e na economia do país, de forma adotar atempadamente as medidas políticas para uma maior capacidade de armazenamento e uma gestão mais racional dos recursos hídricos.

Para tal, bastaria que houvesse vontade política dos sucessivos governos, algo que nunca existiu, como se depreende:

– do chumbo da proposta do PCP de criação e implementação do Plano Nacional para a Prevenção Estrutural dos Efeitos da Seca e seu acompanhamento;

– da falta de concretização de diversos investimentos previstos ao longo dos anos em diversos instrumentos de planeamento para reforçar o armazenamento;

– e de uma política agrícola totalmente errada, assente na implantação de grandes áreas de culturas intensivas e superintensivas que pressionam cada vez mais os recursos hídricos.

Mais do que remediar à pressa as consequências da seca no abastecimento de água para consumo humano e o seu impacto na produção nacional e na economia, torna-se emergente uma avaliação das suas causas para a adoção de melhores políticas públicas para uma gestão da água mais eficiente, capaz de fazer face a períodos extremos como aquele que atravessamos, e para isso o governo do PS também já demonstrou não ter grande sensibilidade.

João Português

Presidente da CM de Cuba